9 dicas e benefícios de um plano de comunicação eficiente

Construir um plano de comunicação estratégico é fundamental para o sucesso de sua marca ou empresa.

Para angariar resultados positivos, não basta apenas ter as metas da sua empresa ou marca bem delineadas, é necessário traçar um Plano de Comunicação eficaz para que cada setor cumpra com seus encargos e conecte-se com os demais.

Faz-se imprescindível, portanto, que ciente das metas e deveres, a empresa saiba como transmitir a mensagem correta para seus clientes, colaboradores, fornecedores e parceiros, isto é possível com um plano de comunicação em ação, que assegure as melhores estratégias.

Para uma boa comunicação, investir na área de Marketing é peça chave para colocar este planejamento em curso. Embora a área não possua todo o reconhecimento de sua real importância, atualmente o quadro vem mudando e mostrando-se cada vez mais promissor.

O que é um plano de comunicações?

Após a introdução, fica evidente a necessidade de elaborar um plano de comunicação, mas antes de colocá-lo em prática, obviamente temos que saber o que e como ele é, certo?

Um plano de comunicação é um conjunto de ideias documentadas que irão orientar a marca no diálogo entre cliente e empresa, neste material que pode vir a ser uma planilha ou não, deve atribuir à periodicidade, linguagem e forma como essa mensagem é transmitida.

Válido lembrar que esse documento deve estar em constante transformação, afinal, os anseios dos clientes mudam, assim como outros fatores que refletem diretamente nesta comunicação, como sazonalidade, momento político, etc. Se a demanda muda, os objetivos devem obrigatoriamente também sofrer alterações.

É importante ter finalidades tangíveis e precisas, por exemplo, elaborar metas baseadas em números ou porcentagem para que seja possível mensurar as conquistas (ou o que precisa ser modificado) e principalmente, manter-se coerente, afinal, propósitos inalcançáveis só trarão decepção e desmotivação.

Um plano de comunicação é indispensável para colocar uma ideia genial em andamento.

Algumas questões que devem ser respondidas a fim de tornar o plano de comunicação adotado realmente proveitoso, são elas:

  • Para quem?

Conhecer o seu público-alvo e determinar as personas inseridas nele.

  •  O quê?

A pergunta aqui é: qual a mensagem que você quer passar para seus consumidores?

  •  Quando?

Elabore um cronograma para que sua mensagem seja transmitida. Mas que isso, tenha definido a periodicidade e até mesmo a melhor hora para se passar sua mensagem.

  • Por quê?

Quais são os objetivos da empresa?

  • Como?

Seguindo a pergunta anterior, como será essa comunicação?

  • Por quem?

Por fim, quem fará esta conexão?

Tendo em mãos essas respostas, seu plano de comunicação terá estrutura e conteúdo para funcionar a contento e prosperar.

No próximo tópico, você reconhecerá algumas dessas questões, elas estarão mais bem detalhadas em forma de dicas. Vamos a elas?

6 dicas de como fazer o seu plano de comunicação

Um planejamento eficaz deve estar atento aos detalhes, para isso nada melhor que esmiuçá-lo.

5. Conheça a análise FOFA

A sigla significa: Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças, também conhecidas como SWOT, (do inglês: Strenghts, Weaknesses, OpportunitieseThreats). Que nada mais é que o hábito de anotar as ideias em cada m dos tópicos elencados.

  • Força: O que eleva sua marca? O que faz dela única no mercado em que está inserida? Qual serviço diferenciado sua empresa oferece para se destacar das demais?
  • Oportunidades: São elementos que estão fora do controle, mas que colaboram para um bom desenvolvimento, a partir daí é só criar estratégias para efetivar esses ensejos.
  • Fraquezas: Todo mundo tem o seu ponto fraco, então não se iluda que sua empresa é e sempre será uma fortaleza, reconhecer os fatores limitantes é entender de forma abrangente seu negócio.
  • Ameaças: Este último item abrange tudo aquilo que está fora do seu controle, mas que tem de estar atento. Podemos citar uma concorrência imprevista, crises econômicas e até desastres naturais.

Com tudo isso anotado em seu plano de comunicação, ficará mais fácil enxergar os erros e acertos no decorrer de sua jornada.

1. Muito mais que público-alvo

O conceito de público-alvo já algum tempo deixou de ser cabal para tornar-se premissa de algo muito mais abrangente. Atualmente, considera-se que um mesmo público-alvo pode possuir algumas personas dentro dele.

Saiba de antemão que a marca possui mais de uma persona para atender.

Personas são arquétipos de pessoas possíveis consumidoras de seus produtos ou serviços.

O que difere um conceito do outro é o nível de detalhamento, a equipe de marketing de sua empresa geralmente fica incumbida de “descobrir” essas personas dentro do público-alvo, elaborando “personagens” de futuros e prósperos clientes.

Esse detalhamento dá-se não por suposições, mas por meio de pesquisas, questionários e análises da concorrência.

Em exemplo, uma loja de artigos de decoração deve estar atenta ao seu consumidor direto e também para designers e decoradores. Fica evidente que uma abordagem diferenciada para cada uma dessas personas se faz não apenas necessária como muito mais efetiva.

2. O que você quer transmitir, como erá essa mensagem e sua periodicidade?

Para conquistar bons resultados, a mensagem-chave da empresa deverá ser elaborada segundo seus objetivos e seguindo algumas estratégias estabelecidas.

Tenha em voga palavras-chave que definam o que a sua marca oferece e seus objetivos.

Sua empresa quer vender mais, atingir mais potenciais clientes ou melhorar sua imagem no mercado? Defina os objetivos e acerque-se de elaborar um bom planejamento.

Um plano de comunicação deve possuir uma linguagem impar para cada persona e cada objetivo. Por exemplo, uma determinada marca pode ter uma parte de seus consumidores dentro de uma faixa etária. Como será essa mensagem, qual o canal utilizado? Esse material será impresso ou via web?

Lembre-se de desenvolver uma boa comunicação não apenas para um nicho, utilizando ainda o exemplo da loja de decoração, para o público geral pode-se adotar para a comunicação panfletos ou propagandas na internet, já os profissionais da área serão melhor atingidos com um e-mail marketing mais detalhado e direcionado a eles.

Faz parte e um bom planejamento descobrir o canal de comunicação correto entre sua empresa e seu público.

Se a aposta é um newsletter, saiba que dentro do seu nicho de potenciais clientes haverá uma taxa de acesso maior em determinado horário, descubra e tenha mais chances de ser visto!

3. Cronograma e contexto

Muito além de um horário-chave, é importante desenvolver um cronograma que corresponda à capacidade da empresa, de nada adianta metas inalcançáveis ou que não condizem com a realidade atual que a empresa esta vivendo naquele período.

Mantenha um cronograma alinhado e factível com a realidade da empresa.

Tratando-se de contexto, uma empresa não pode deixar de pré-analisar seu mercado, seus concorrentes e onde está implantada.

Dentro de um shopping de porte médio, é possível investir em uma papelaria quando já há duas consolidadas?

A procura pelo serviço que você pretende oferecer é uma carência do mercado ou da região que pretende destacar-se? Produtos como sorvetes ou biquínis, por exemplo, são considerados sazonais ou dependem da região em que estão sendo oferecidos?

As metas devem estar bem definidas e de acordo com a política interna e externa em que esta está submetida.

Por fim, jamais ignore o momento histórico e político em que a marca ambiciona aparecer, uma propaganda mal elaborada pode enviesar sua imagem e corrompe-la para sempre.

Vale destacar também da plena ciência legal da empresa, não comprometer-se em termos diante da legislação dentro de sua corporação e fora dela, assim como manter-se alinhado aos seus valores.

5. Orçamento

Aprenda a valorizar se investimento.

Quando se fala em custos a ideia inicial sempre será de economizar o máximo possível. Esta prática deixa aos poucos de fazer sucesso, pois nem sempre o serviço mais barato cumprirá com o que os objetivos iniciais, daí a necessidade de contratar ou investir mais de uma vez em uma mesma carência.

Os setores de Marketing e Comunicação, antes desvalorizados em uma empresa atualmente angariam reconhecimento. Isto porque justificado os gastos eles tornam-se investimentos.

Para elaborar um plano de comunicação de excelência, é bom manter um relatório bem detalhado e realista do que se aplica e quanto disso está voltando como lucro. Tão importante quanto, é manter uma reserva para situações inesperadas.

6. Avaliação dos Impactos

Deve constar dentro do plano de comunicação uma análise das expectativas que sua empresa espera como resultado.

Depois do planejamento em curso, é hora de avaliar o que deu certo e o que precisa ser melhorado. Sua campanha acertou nas estratégias? Seus objetivos foram alcançados?

É neste ponto que torna-se essencial uma visão real e detalhada, sem apreensões quanto à mudanças.

Quais são os 3 principais benefícios

Tenha sua equipe bem definida e compreenda a importância de cada setor para atingir seus objetivos.

Trabalho em equipe se faz essencial para que os resultados apresentem-se de forma satisfatória e para todos e os benefícios sejam reconhecidos. Manter uma equipe motivada e atualizada é fundamental para que esta sinta-se parte e reconheça os valores dos objetivos alcançados.

A comunicação passa a ser reconhecida como relevante para que todos os setores entendam sua importância própria e integralmente como empresa.

Notoriedade no mercado

Com um plano de comunicação bem elaborado e funcionando a contento os resultados começarão a aparecer. Um dos destaques é sentir que sua marca vai crescendo e ganhando prestígio dentro do mercado em que está inserida.

Enxergar como sua marca é vista

O plano de comunicação também é chave para entender o seu público, a resposta do cliente perante suas propostas é imprescindível para saber se está no caminho certo ou se algo precisa ser reavaliado.

Evolução da sua marca

Por fim, somente com essa análise sendo constantemente executada e aprimorada que você conseguirá enxergar a evolução que ela vem conquistando. Quanto mais houver planejamento, mais fácil ficará para definir as próximas estratégias e conquistar melhores resultados.

Esperamos que o conteúdo do artigo tenha elucidado os pontos fortes sobre a construção de um bom plano de comunicação. Comente abaixo suas perspectivas, dúvidas ou sugestão para a temática!

Se quiser saber um pouco mais, fique atento ao nosso site e blog, que estão em constante atualização.

Compartilhar

Comments are closed.

Bitnami